Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Na nuvem do acaso

Quase nada de um pouco de tudo.


Sexta-feira, 01.02.19

Narcisismo político.

São ambos narcisistas.

De acordo com as fábulas de La Fontaine, vão rebentar como rãs lisonjeadas ou vão deixar caír o queijo que têm trincado no bico.

“Maître corbeau sur son arbre perché havait dans son bec un fromage…”.

O queijo de um já caíu e o do outro, muito mais inteligente mas hipernarcisista como ele, irá, talvez e se Deus quiser (personagem que ele muito invoca), caír.

Mas caír a favor de quem? Não há ninguém nos horizontes de esquerda ou de direita que seja uma “ameaça presidencial”. Uma chatice eleitoral.

António-Cotrim-Lusa.jpg

Gostava muito que Marcelo Duarte Nuno levasse um valentíssimo pontapé no rabo, só que não há ninguém como alternativa! Ninguém o vê como ele realmente é. Só vêem as “selfies”, as beijocas. Só vêem o “presidente do povo” (como Sidónio, que o metia num chinelo académico, político, de coragem).

Índices estratosféricos de popularidade? Indiscutível, mas a “estratosfera”, lá muito em cima, não é a “atmosfera” daqui, a do dia-a-dia e do dia-a-dia que ele comenta.

Mete-se em tudo, tudo, mesmo onde não deve como maior magistrado da Nação.

Declarou que, eventualmente, não irá promulgar uma proposta de lei do governo sobre o Sistema Nacional de Saúde se esta não resultar de um acordo com os partidos da oposição. Será uma pressão sobre a AR?

Ele vai num TIR verificar as condições de trabalho dos motoristas que fazem as viagens Lisboa-Porto-Lisboa. A que propósito? Faz parte do poder executivo?

Ele tem a repentina vontade (vinda de Deus) de se recandidatar a um novo mandato se tiver saúde para isso, saúde divina e se não houver ninguém à sua altura para disputar o cargo. A que propósito Deus para além de uma assumida presunção?

A personagem acha que é o máximo, sendo apenas um muito bom (que, na minha opinião, não inspira confiança, o que poucos denunciam e muito poucos se apercebem).

As “selfies” e as beijocas são uma nebulosa e inteligente patranha.

O outro? O outro Sousa? O que se diz engenheiro?

socrates.jpg

Uma besta, mas surgiu um outro juíz de seu nome Rosa que muito provavelmente vai eliminar, apagar, emails, conversas telefónicas, etc, enfim, um mundo de milhares e milhões de documentos acusatórios.

Resultado? Um “Uf, livrámo-nos desta” ou um “Que justiça é esta?" Ambas as reacções são expectáveis.

Mas este narcisista Sócrates nunca se livrará do labéu de “aldrabão corrupto.”

Nâo tenho pena dele, está riscado (por exclusiva culpa sua política e pessoal) dos contemporâneos homens de estado (mas há tantos passarões que por aí andam livres de suspeitas, como lindos passarinhos).

Também não tenho nenhuma pena do Marcelo Duarte Nuno porque tem o que o outro não tem, amigos/confrades poderosos, e porque ao seu narcisismo alia inteligência e objectivos políticos que não se compadecem com a vergonha.

Eles que o safem. Vão safá-lo.

Entre os dois, não tenho quaisquer dúvidas: o futuro safará Marcelo Duarte Nuno (que será reeleito mesmo que tenha declarado ainda como comentador televisivo ser contra dois mandatos sucessivos) e remeterá o Pinto de Sousa para o nada que ele é.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por alea às 16:43

Sexta-feira, 16.10.15

Soltura

 
 

fera.jpg

Libertada a fera política.
Hoje, agora, o Sr. Pinto de Sousa (porque de engenheiro nada tem, de acordo com a sua prática profissional e as acreditações da Ordem dos Engenheiros) foi libertado, embora impedido de contactar outros arguidos no processo de que é o principal arguido e noutros (Grupo Lena, Vale de Lobo e CGD) e de saír do país sem autorização.
Esteve mais de 9 (nove) meses preso na cadeia de Évora (desde 25 de Novembro de 2014) e em prisão domiciliária desde o mês de Setembro do corrente ano.
Porquê? Por suspeição de fraude fiscal qualificada, branqueamento de capitais e corrupção (atente-se à natureza dos crimes), cujos indícios, recolhidos nos autos, o Ministério Público considera, também hoje, que “se mostram consolidados”.
A “fera” foi Primeiro-Ministro de Portugal acompanhando na vergonha outras figuras europeias, suspeitas, por exemplo, de tráfego de influências e de corrupção.
O Sr. Pinto de Sousa, juntamente com o Sirisa, foi um veneno eleitoral para o PS, utilizado como arma pelo PáF nas eleições legislativas que tiveram ontem o seu fim com a os resultados de todos os círculos eleitorais.
O Sr. Pinto de Sousa pode ser uma “fera política” mas o seu curriculum é uma sequência de vergonhas profissionais.
Eventuais qualidades de liderança podem superar o comportamento ético? A História está cheia de interrogações desta natureza e, em geral, a resposta é não.
Veremos se o cidadão não terá que pagar mais uma factura.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por alea às 23:22


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Março 2019

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31


Links

Blog

  • www.metralhada.blogspot.com