Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Os pretendentes à sucessão de D. Sebastião

Quinta-feira, 03.07.14

Como se poderá concluir pelo quadro abaixo, "Deus escreve por linhas tortas". 

De facto, o legítimo pretendente ao trono deixado vago pela morte trágica do imbecil rei Sebastião deveria ter sido o descendente do seu tio-avô D.Duarte, irmão mais novo de D. João III. 

D. António Prior do Crato embora filho do irmão mais velho D. Luís (grande príncipe) era filho bastardo e não colhia a simpatia do incontestável sucessor, o cardeal D. Henrique que dele não gostava e que tudo fez para inviabilizar as suas pretensões ao trono. 

Ganhou o mais forte: Filipe filho de Carlos V o soberano mais poderoso da Europa do seu tempo. 

Foi assim e será sempre assim: a lei do mais forte á a lei, mas, como comecei, Deus está lá em cima a olhar cá para baixo e, mais tarde ou mais cedo, põe tudo na ordem. 

Colocou no trono de Portugal João (IV do seu nome) filho de Catarina de Bragança e neto de D. Duarte....

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alea às 22:03