Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Na nuvem do acaso

Quase nada de um pouco de tudo.



Quarta-feira, 26.11.14

O Dr. Soares e a "Operação Marquês"

 
 

tatuagens-de-coroas-pequenas.jpg

Os desenvolvimentos do “Processo do Marquês” têm sido invulgarmente poucos dada a notoriedade da personagem Pinto de Sousa.
Sublinho “personagem” porque “engenheiro” é que ele não é.
De facto, O título é “ (...) da atribuição exclusiva da Ordem dos Engenheiros (...)” (“Regulamento da Cédula Profissional e do Exercício da Profissão” ), http://www.ordemengenheiros.pt/fotos/editor2/caq/regulamento_cedula_profissional.pdf
Acontece que o Sr. José Pinto de Sousa nunca requereu à Ordem dos Engenheiros tal título e por uma razão muito simples: se o fizesse o Colégio de Engenharia Civil teria dado parecer negativo, o que não significa que os órgãos superiores da Ordem não viessem, muito provavelmente, a contestar veementemente tal parecer (“noblesse oblige”).
Aqui reside o problema: não há cidadãos todos iguais perante a Lei como é dito e redito por políticos e sublinhado pelos media. Há uns mais iguais do que outros, como é o caso de José Sócrates e, também, do "senador" da República o Dr. Mário Soares.
Tendo achado natural e louvável (porque a amizade revela-se nos tempos difíceis) que alguns (poucos) membros do ex-executivo tenham querido exprimir a sua solidariedade para quem os chefiou durante quase oito anos, considero patéticas e lamentáveis as recentíssimas declarações do Dr. Mário Soares que para além de ter declarado, em tom insultuoso, aos órgãos de comunicação social que o caso é "político" e orquestrado por "malandros", não se coíbiu de duvidar da isenção da justiça exclamando "diga a esse juiz que é muito estranho, que eu também sou jurista".
Ora Portugal está cheio de juristas que nunca praticaram a sua profissão e que têm o bom-senso de não colocarem na mesa essa realidade.
Mas ao Dr. Soares parece que tudo é permitido, sobretudo quando vai fazer 90 anos, facto que não deixa de fazer pena como justificação de uma vergonhosa e indigna atitude de quem já foi o mais alto magistrado da Nação.
Alguém consegue esquecer a arrogância que o senhor revelou com agentes da autoridade há uns anos quando o autocarro em que viajava, julgo que em campanha eleitoral ou coisa parecida, foi mandado parar? Inacreditável e inaceitável.
O que o Dr. Soares diz não deveria aquecer ou arrefecer o cidadão, o contribuinte que lhe paga pensões, fundações, etecetera-e-tal, mas faz pena vê-lo assim, muita pena.
José Pinto de Sousa foi detido por suspeição da prática de crimes graves e vergonhosos. Ponto.
José Pinto de Sousa está em prisão preventiva decretada por juiz, eventualmente por requerimento do Ministério Público, por perigo de perturbação da investigação. Ponto.
Dado o passado político e o perfil pessoal de José Sócrates esta medida e, sobretudo, a sua justificação, é mais do que compreensível e justificada. No entanto, o andamento da fase final do processo e, sobretudo, a justificação da medida cautelar, a que o juiz, no entanto, não era obrigado, deveria ter tido informação oportuna e clara o que não aconteceu.
Aguardemos as solidariedades e as pusilanimidades que certamente hão de surgir.
Na minha opinião, o José Pinto de Sousa é, de facto, um líder político mas um líder que se aproveitou despudoradamente e para benefício pessoal das suas funções públicas e que, hoje, sorri e mesmo ri das vergonhas que lhe caíram em cima.
Por que será? Porque é um malandro.

ze_carioca_pandeiro.gif

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por alea às 21:42



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Novembro 2014

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30


Links

Blog

  • www.metralhada.blogspot.com