Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Na nuvem do acaso

Quase nada de um pouco de tudo.



Sexta-feira, 08.02.13

Os pagodes e a Polónia

                                             

A bandeira portuguesa que foi hasteada à entrada da sede do Conselho Europeu tinha pagodes em vez de castelos.

                                      

Note-se que os castelos no escudo de Portugal datam de Afonso III que não tinha direito, por não ser o filho primogénito, ao escudo do seu pai Afonso II (cruz azul em campo branco). Afonso III, grande rei, roubou o trono ao seu irmão D. Sancho II, fraco rei.

Tendo-se divorciado da condessa de Bolonha, sua primeira mulher, foi buscar os castelos à segunda, D. Beatriz de Castela filha de Afonso X, “ O sábio”, rei de Leão e Castela (os castelos nada têm a ver com um símbolo da reconquista a sul do rio Tejo).

 

O ruído mediático criado à volta deste acontecimento (provavelmente devido ao incontornável “made in China”, seja nos electrodomésticos, seja nos logótipos…) é incompreensivelmente maior do que o pudícamente informado nos nossos “media” quando da cerimónia na Câmara Municipal de Lisboa no dia 5 de Outubro: a bandeira de “pernas para o ar”.

                                            

Entre estas duas aberrações que o português escolha a mais afrontosa, sobretudo tendo em atenção que hoje em dia o poder ignora o pagode. 

Por mim não tenho dúvidas.

Outra “gaffe” (“petite bêtise”) foi a produzida pelo vice-presidente dos EUA, Joe Biden.

"Temos visto, recentemente, passos positivos para resolver a crise na zona euro, com o Banco Central Europeu a comprometer-se a apoiar os países dispostos a iniciar reformas e com a Grécia, Irlanda, Polónia, Espanha e Itália a darem passos importantes de modo a colocarem as suas economias num caminho mais sólido" .

Acontece que (dados de 2011) a Polónia tem:

uma taxa de desemprego de 12%;

uma dívida pública de 57,7% do PIB;

uma taxa de crescimento de 3,8%;

Quais os números de Portugal?

É melhor esquecer…

Foi ”gaffe”, o que não é de admirar tendo em atenção a anormal e enorme ignorância dos americanos no que se refere ao resto do mundo, mas não é mau para Portugal. Se tivesse sido o Uganda...

Não?

Autoria e outros dados (tags, etc)

por alea às 18:09



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Fevereiro 2013

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
2425262728


Links

Blog

  • www.metralhada.blogspot.com